Baterista é um dos personagens mais bem construídos do longa “Somos Tão Jovens”

10 de maio de 2013, por Site Batera
Por Daniel Cury
Jornalista, redator do Batera.com.br. Escreve sobre cinema no site cinemacao.com

No filme “Somos Tão Jovens”, que retrata a juventude de Renato Russo e o início da banda Legião Urbana, um dos personagens mais marcantes e importantes para a trama é Fê Lemos, hoje baterista do Capital Inicial, que tocou com Renato na banda Aborto Elétrico. No filme, Fê é interpretado por Bruno Torres.

O ator Bruno Torres, que tocou bateria quando mais novo e é tão brasiliense quanto as bandas Legião Urbana e Capital Inicial, só foi descobrir que Fê Lemos morava perto de sua casa quando começou a estudar para o filme. Conheceu a vida do baterista, mergulhou na realidade dele e retomou a prática na bateria: aprendeu a dar características do punk no instrumento para se adequar ao que era tocado na época, ouvindo shows tocados por jovens da época. Nesses momentos, a arte da música se confunde com a arte cênica, criando um ambiente propício para a criação.

Uma das grandes qualidades da interpretação de Bruno é que ele consegue uma atuação bastante tridimensional ao seu personagem em "Somos Tão Jovens". É importante destacar que o Fê Lemos do filme é um personagem, e não o Fê Lemos em pessoa. Todo personagem tem função no roteiro, e o personagem de Bruno em "Somos Tão Jovens" tem função de antagonista: é ele quem confronta Renato Russo, o que faz com que a banda Aborto Elétrico chegue ao seu fim e dê abertura à criação da Legião Urbana.

A atuação de Bruno Torres é tridimensional porque seus sentimentos estão sempre muito claros no filme. Ora bravo, ora carinhoso com os amigos, o personagem ajoelha-se no chão para implorar a volta do amigo Renato à banda. E quando critica o amigo, vê-se em sua expressão que em nenhum momento ele deixa de admirar Renato. A cena mais interessante é quando Fê pede para que Renato cante em um show que seria cancelado se não tivesse um cantor: qualquer um consegue perceber o tom de desculpas em sua voz.

Fê Lemos e Renato Russo sempre foram muito conectados, e os atores Bruno Torres e Thiago Mendonça conseguiram transmitir esses sentimentos para a tela.

Comentários

Veja também: Artigos recentes | Pesquisar artigos | Autores | Todos os artigos