"Baterista e produtor musical atuante profissionalmente desde 1999, estudou com Luis Henrique, Pascoal Meirelles, Oscar Bolão, Escola Portátil de Música, Conservatório Brasileiro de Música e atualmente na P.I.T, em Los Angeles. Tocou e gravou com bandas expressivas do cenário underground do Rio de Janeiro, bem como freelancer em diversos projetos ao vivo ou em estúdio. Possui seu próprio estúdio, onde gravou bandas de SP, MG e RJ e ministra aulas de bateria."

Desenvolvendo seu tempo

27 de junho de 2012, por Gustavo Campos
Hey bateras! Como estão? Espero que bem!

Antes de iniciar gostaria de deixar minha página do Facebook. Sintam-se à vontade para clicar em curtir e compartilhar, fazer comentários ou perguntar a respeito dos artigos.


Nesse artigo irei falar sobre tempo e desenvolvimento do metrônomo interno, algumas dicas e exercícios que ajudarão a melhorar seu tempo, assunto da maior importância para todos os músicos, especialmente os bateristas, e que muitas vezes, é deixado de lado.

Vamos às dicas:

1 - Tocar com metrônomo é requisito fundamental, então pratique sempre com ele, em vários andamentos. Parece óbvio, mas muita gente não faz!

2 - Contagem. Deve ser sempre feita junto com o metrônomo. Ex: “1, 2, 3, 4” contando as quarters notes (semínimas), ou seja, cada click do metrônomo. Subdividindo seria “1 and 2 and 3 and 4 and“ contando as 8th notes (colcheias), “1 e an duh 2 e an duh 3 e an duh 4 e an duh” contando as 16th notes (semicolcheias). Acho importante contar e saber os nomes das notas em inglês tendo em vista que a maioria esmagadora dos métodos são escritos nesta língua. Resumindo: sempre que tocar, conte junto!

3 - Fazer uma lista com músicas que você realmente goste, com seus respectivos bpms. É a melhor maneira de internalizar andamentos pré-estabelecidos. Por exemplo: “Rope” do “Foo Fighters” é mais ou menos 138 bpm. Sempre que me pedirem um andamento de 138 bpm, basta eu lembrar essa música ou cantá-la mentalmente e terei um bom parâmetro.

Neste link há uma boa ferramenta para descobrir o bpm: http://www.all8.com/tools/bpm.htm

4 - Tente caminhar ouvindo o click e tente sincronizar seus passos ao metrônomo. Pode ser estendido a outras tarefas que precisem de ritmo para serem executadas. Essa é uma dica do Ryan Brown, professor da P.I.T. (Percussion Institute of Technology).

5 - Este é um exercício de contagem que pode ser feito inicialmente sem bateria. Basta ter um metrônomo em que você possa programar os “clicks” que ele irá tocar. Existe um metrônomo para iphone que faz isso, se não me engano chama-se m30 e é gratuito. Assim como eu, muitos não utilizam esse aparelho, então criei tracks apenas com o metrônomo nos andamentos de 40 bpm até 200 bpm, onde o metrônomo “some e volta” diversas vezes. O exercício consiste em contar em voz alta junto com o metrônomo, depois subdividir e depois batucar ou bater palmas junto desses tracks. Clique aqui para baixar os tracks.

Espero que estas dicas ajudem. Até o próximo artigo!!!
Tags: dicas | estudos | tempo
Veja também: Artigos recentes | Pesquisar artigos | Autores | Todos os artigos