Nathana Lacerda - Jornalista Taiana Bueno - Jornalista Rafael Ferraz - Jornalista Daniel Cury - Redator

Metallica: 'Ride The Lightning' completa 30 anos

27 de junho de 2014, por Editorial
O lançamento do segundo disco é decisivo na carreira de uma banda, e com o Metallica não foi diferente. Depois de estrear em 1983 com Kill'Em All, o grupo lançou o álbum Ride The Lightning, em 27 de julho de 1984, quando o Thrash Metal se popularizava nos Estados Unidos com bandas como Slayer e depois Megadeth. 

O novo trabalho confirmava o Metallica como um dos grupos mais promissores da música pesada. Comemorando 30 anos, a obra balzaquiana é propulsora do Thrash Metal e eleita a melhor por muitos fãs. Com oito faixas totalizando quase 50 minutos, foi Disco de Platina no Canada e nos EUA, onde vendeu mais de 5 milhões de cópias

Com responsabilidade de irmão mais velho, o trintão veio antes de Master Of Puppets - o mais vendido da banda, que ficou marcada na história do Rock n' Roll. Gravado com James Hetfield (vocais e guitarra base), Kirk Hammett (Guitarra solo), Lars Ulrich (Bateria) e Cliff Burton (Baixo), “Ride the Lightning” é o último com créditos de Dave Mustaine, antes de ser expulso da banda, com nome na faixa título e na instrumental The Call of Ktulu.
 
Lançado pela Elektra Records, Ride The Lightning está na lista dos 200 álbuns definitivos no Rock and Roll Hall of Fame. As letras das músicas falam de temas ligados ao desespero, a morte e o medo da perda, como sugere o nome do álbum - uma gíria usada entre presidiários para designar os condenados à morte na cadeira elétrica, a mesma que aparece na capa.

Ele se destaca pela característica das composições com riffs e solos mais trabalhados, letras um tanto diferentes como na própria Ride The Lightning e Fade To Black. Mesmo assim, preservando o som mais sujo do álbum anterior como nas canções Trapped Under Ice e Fight Fire With Fire.

Comentários

Veja também: Artigos recentes | Pesquisar artigos | Autores | Todos os artigos