Baterista Jorge Anzol apresenta "Quem tem medo do Jazz?" no Acre hoje (14)

14 de setembro de 2015, por Rafael Ferraz
De volta à terra natal, em Rio Branco (AC), para dois shows com sua banda, Los Porongas, o baterista Jorge Anzol dá início hoje, segunda-feira (14), à oficina de bateria "Quem Tem Medo do Jazz?", na Escola de Música Acreana (Emac). Gratuito, o workhop será ministrado até a quarta-feira (16), sempre das 18h às 20 horas

"A banda em que eu toco veio ao Acre, nossa terra natal, para dois shows e eu aproveitei para fazer essa oficina na escola de música onde eu fui professor antes de me mudar com a banda para Sampa", disse o músico, em contato com o site Batera. Ele também explicou que a carga horária é de seis horas, divididas em três aulas de duas horas cada.
 
 Foto: Reprodução/Facebook
 
"A bateria, esse fantástico instrumento inventado há pouco mais de um século na América é capaz de contar a história do homem moderno através do seu próprio desenvolvimento. Seja em um ritmo frenético, lento, forte, suave, continuo, irregular, sempre haverá um pulso, uma marcação, um tempo forte. O jazz foi o ritmo onde este instrumento nasceu, conhecer sua história nos permite entender melhor esse universo chamado bateria!"
 
 
Direcionada a bateristas atuantes na cidade, profissionais ou amadores, a oficina tem o objetivo de apresentar as características rítmicas e históricas que identificam o estilo na bateria. Com isso, traz em seu conteúdo, a história do jazz, ritmo, pulsação rítmica, formula de compasso, subdivisão rítmica e rudimentos rítmicos para caixa.

Hoje com licenciatura em música, Jorge Anzol é professor de bateria e teoria musical na escola Novo Tom, em São Paulo, e baterista oficial da banda Los Porongas. O grupo do cenário de Rock brasileiro com Jorge Anzol na bateria, conta com Diogo Soares (voz), Carlos Gadelha (guitarra) e Márcio Magrão (baixo). 
 
Foto: Divulgação/Eduardo Escariz 

Do Acre, a banda de Rock Los Porongas surgiu nos festivais independentes e, em 2007, mudou-se para São Paulo - onde seus integrantes moram hoje. O primeiro disco, lançado pelo selo de Brasília "Senhor F", gravado no EMF Brasília e produzido pelo Felipe Seabra, da Plebe Rude, entrou na lista dos 25 melhores discos pela revista Roling Stone. 

"Em 2011 lançamos o segundo disco, este gravado em Sampa com participação do Helio Flanders da [banda] Vanguart, e do Mauricio Pereira. Também tivemos uma faixa desse disco gravado e produzido pelo Dado Vila Lobos no Rio de Janeiro, e também entrou na lista da Rolling Stone, como um dos melhores disco daquele ano", conta.

Atualmente a banda está finalizando o terceiro disco que conta com a participação do Dado, Henrique Portugal, Bruno Gouveia e Fernando TRZ. "O show que fizemos no Acre, foi um pré lançamento desde disco", finaliza o baterista que acaba de se formar em licenciatura em música.

 Foto: Divulgação/Eduardo Escariz 
 
Los Porongas Facebook 


Veja também: Notícias recentes | Pesquisar notícias | Todas as notícias

Comentários