Baterista do Pink Floyd compara Roger Waters ao ditador Stalin

26 de outubro de 2014, por Rafael Ferraz
Baterista do Pink Floyd, Nick Mason falou em entrevista a revista londrina Mojo, sobre como foi quando Roger Waters decidiu sair da banda em 1985. O batera comparou o baixista ao ditador soviético Joseph Stalin, e disse que na época era como se a União Soviética tivesse perdido seu líder.

"Deve ter sido a mesma coisa quando Stalin morreu. Demorou um bom tempo de recuperação, foi um período de três ou quatro anos", disse o músico. "Roger pensou que fôssemos parar, e David e eu pensamos que Roger iria parar e nós seguiríamos em frente. Mas essas pessoas ligeiramente desequilibradas são grandes músicos", completou durante a entrevista.

O novo álbum do Pink Floyd, The Endless River será lançado dia 7 de novembro. Recentemente, o baixista Roger Waters deixou claro que não tem mais nada a ver com o grupo afirmando que não teve qualquer envolvimento com o novo projeto intitulado The Endless River.



Veja também: Notícias recentes | Pesquisar notícias | Todas as notícias

Comentários