Domingo tem viola caipira no Auditório Ibirapuera

19 de abril de 2012, por Adriana Pivatti
Ao amanhecer de domingo é hora de pegar a viola e viajar para o Auditório Ibirapuera para ver Renato Teixeira com seus filhos, Chico Teixeira (voz e violão) e João Lavraz (baixo).

Ele, que confessa que é difícil contar sua história, já que viver é uma coisa normal, traz sua “comitiva esperança” para uma apresentação única no Auditório. Um encontro familiar, com outro companheiro de Renato por décadas, Dudu Portes na bateria.

O “caipira” de Santos pode até achar difícil contar essa história em uma conversa, mas a carrega em cada nota de sua viola, e não conta só sua história, conta a história de muita gente simples desse país.

Como não se emocionar com a história de um menino a correr para abrir a porteira a troco de ouvir o berrante tocar, na voz de Renato?

A simplicidade está por todas as partes de suas músicas. Alguém já teve um pé de “amora” em casa e com e ela já pintou a boca de vermelho?

Ele conhece todos os sotaques e sabe que a vida não lhe cobra frete.  Mostra os valores nos versos de suas canções como “Companheiro meu” e “Amizade sincera” e vai contar mais um pouquinho no domingo com grandes sucessos de sua carreira como “Romaria”, “Um violeiro toca”, “Pais e filho” e muito mais.

Então vamos “tocando em frente”, aliás, tocando sempre porque esse é o sentido da música, tocar cada um de uma forma diferente trazendo lembranças, momentos que antecederam o dia que dissemos: “pai eu vou partir e seguir”.

Ficha técnica
Renato Teixeira
Voz e violão de 12 cordas: Chico Teixeira
Baixo: João Lavraz
Bateria: Dudu Portes
Flauta e charango: Marcio Werneck
Técnico de som: Sandro Takahashi
Técnico de iluminação: Luciano Costa
Roadie: Fábio Vendramini
 
Produção: Carol Palmeira  




Veja também: Notícias recentes | Pesquisar notícias | Todas as notícias