Filme sobre baterista ganha principais prêmios em festival de cinema

29 de janeiro de 2014, por Editorial
História de um baterista de jazz determinado na obsessiva busca pela perfeição em seu trabalho, "Whiplash" venceu o prémio de melhor filme dramático no Festival Sundance de Cinema. A entrega do prêmio que representa uma grande vitória para um jovem diretor e roteirista de 28 anos, como Damien Chazelle, aconteceu no último fim de semana em Park City, em Utah (EUA). 

O drama-musical estrelado por Miles Teller e J.K. Simmons foi exibido na noite de abertura do festival, produção que seduziu o público com a história do baterista de jazz. Damien havia levado o mesmo prêmio no Sundance 2013, mas pela versão curta-metragem de Whiplash, que posteriormente virou o longa-metragem da edição deste ano.

"Lembro que a minha primeira vez aqui foi com um curta e o motivo pelo qual nós fizemos o vídeo foi devido às minhas experiências como baterista", disse Chazelle. "Ninguém queria financiar o filme, porque ninguém queria fazer um filme sobre um baterista de jazz. É surpreendente", acrescentou o roteirista sobre o longa-metragem comprado pela Sony Pictures Classics por US$ 3 milhões. 

Agora o filme também tem a chance de seguir o mesmo caminho de outros que ganharam no Sundance o prêmio do grande júri de melhor drama e, posteriormente, a aprovação do Oscar. O evento é um reconhecimento importante para que filmes independentes tenham contato com um público maior, criado no final da década de 70, pelo ator e cineasta Robert Redford.
Veja também: Notícias recentes | Pesquisar notícias | Todas as notícias

Comentários