V-Drum Contest 2011

26 de outubro de 2011, por Site Batera
Na última quinta-feira, 20, rolou a final da etapa Brasileira do V-Drums Contest. Evento que escolheu o representante do Brasil no V-Drums World Championship em Los Angeles, no mês de janeiro de 2012.

A ótima estrutura e excelente organização do evento permitiram que os participantes ficassem à vontade para demonstrar o que haviam preparado para a noite. E que noite!

Gabriel Guilherme (SP) foi o primeiro a se apresentar. Desenvolveu muito bem uma mistura de maracatu e samba, sobrando ainda alguns compassos para um improviso de marimba. Tudo com uma técnica apuradíssima e frases de muito bom gosto. Fantástico!

Filho de Zé Guilherme, guitarrista da Jovem Guarda, iniciou sua carreira aos 9 anos. Hoje, aos 22 anos e com um vasto currículo nunca havia tocado em uma bateria eletrônica: "me espantei com o universo que aquele tipo de equipamento proporciona", disse.

O segundo participante foi Yuri Lima (MG). Ele iniciou sua peça com climas, simulando sons da natureza e vários efeitos especiais. Na sequência, relembrou vários temas de filmes e desenhos, utilizando forma muito original, todos os recursos que o equipamento oferecia. Criatividade nota 1000!

Yuri teve seu primeiro contato com a bateria aos 13 anos de idade e estava maravilhado por estar participando de um evento tão importante como esse, e ainda estar na final. "Nunca tinha participado de algo assim", disse ao site.

Para fechar as apresentações, foi a vez de Diego Medeiros (RN). Diego trouxe toda a alegria e suingue dos nossos irmãos do norte. Deixou claro todo o seu profissionalismo e experiência que adquiriu com os inúmeros artistas com que já tocou. Finalizou sua apresentação gravando um loop, em tempo real, instrumento por instrumento no Pad de Percussão SPD-30 e mandou bala num ritmo sobre esse loop.

Diego começou aos 11 anos tocando em banda de forró com seus pais e sua primeira experiência foi meio inesperada: "No dia do show o baterista não foi, como falado aqui em Natal, ele deu uma Manga", relembra Diego. Garoto arretado!

O júri, formado por Albino Infantozzih, Vera Figueiredo, Christiano Rocha e Celso de Almeida, analisou os três concorrentes e escolheu Gabriel Guilherme, de São Paulo, como o grande vencedor da noite.
 
    
 
  
 A classificação ficou assim:
 
   
  1º Gabriel Guilherme (SP)  2º Diego Medeiros (RN) 3º Yuri Lima (MG)
 
 
Gabriel recebeu o prêmio com humildade e se referiu com delicadeza aos companheiros de baquetas. Agora ele tem três meses para preparar sua apresentação na final do concurso. Com ajuda do seu mestre, Edu Ribeiro, tem agora que se adaptar a TD20KX2 + Módulo SPDS + Módulo SPD30: "Vou ter três meses (várias madrugadas inclusive), pra poder ficar explorando a batera e tendo um milhão de idéias até chegar ao resultado final que seja digno de concorrer a um prêmio internacional. Quero com certeza mostrar ao mundo a riqueza da música brasileira", conta.
 
 

É importante ressaltar que cada um dos participantes trouxe a sua realidade para o palco. Num país de dimensões continentais como o Brasil, naturalmente temos uma variedade infinita de culturas, o que torna nossa arte extremamente diversificada e rica.

E foi isso que os promotores do evento destacaram. Takao Shirahata [Presidente da Roland no Brasil] e Gino Seriacopi [Gerente de produtos V-Drums] falaram sobre as oportunidades de troca que um evento desta natureza pode oferecer. É algo que vai além da reafirmação da Marca. É um compromisso com o talento dos nossos músicos.
 
 

Albino Infantozzih também deixou uma mensagem brilhante quando comentou que neste tipo de evento não há melhor ou pior. Disse ele: "Cada participante é um artista. Da mesma maneira que um pintor compõe um quadro, o músico cria seu 'quadro sonoro', combinando cores e tons de acordo com sua experiência e seus sentimentos".
 
Logo mais você poderá conferir os solos dos 3 participantes aqui no Batera.com.br. Fique ligado!

Veja também: Notícias recentes | Pesquisar notícias | Todas as notícias